Denominamos “iluminação” ao profundo processo de evolução humana e “sistema solar” à porção da galáxia em que vivemos. Se refletirmos, somos nós mesmos feitos ou originados da luz solar. O renomado físico David Bohm afirma que ”toda a matéria é luz condensada”. É possível que a nossa evolução como espécie seja relacionada à nossa habilidade de captar e utilizar a luz, seja em nível físico ou espiritual. Estas questões, assim como diversas outras relacionadas, vêm sendo discutidas recentemente de forma científica, deixando de lado o tom meramente metafísico. As visões de sábios clarividentes do passado não destoam muito das recentes descobertas científicas. Em uma era de aceleração do conhecimento humano, a ponte entre o conhecimento intuitivo e o pragmático vem sendo definitivamente cruzada.
A ideia de que a luz é parte integral de toda a vida e a criação é evidente desde o início dos tempos. A luz do sol, nosso maior provedor de luz, calor e energia, sustenta não apenas toda a vida da Terra, mas a própria Terra. Pela energia da fotossíntese, sustenta o reino vegetal, que por sua vez sustenta a vida de todo o reino animal e seres humanos, sendo também a fonte da maior parte do nosso conhecimento, se considerarmos que a maior parte de nosso aprendizado vem através dos olhos.
A luz do sol subdivide-se em uma variedade de energias que são transmitidas à Terra na forma de ondas eletromagnéticas. Apenas uma pequena porção destas ondas alcança de fato a superfície da Terra, e deste espectro eletromagnético apenas 1% pode ser percebido pelo olho humano. Esta porção visível do espectro eletromagnético, contendo todas as cores do arco-íris, desde o violeta (o menor comprimento de onda) até o vermelho (o maior) é uma das maiores chaves para o funcionamento e evolução da espécie humana. Nossas vidas, saúde e bem-estar são verdadeiramente dependentes do sol.
Escrito pelo meu amigo, Dr. Alberto Gonzalez

Comments

comments