Ambas são nascimentos, metamorfoses.

A vida está além… Porque nos permite aprender para regressar.

A vida é a escola da alma.

E a morte é a graduação da alma no processo de aprendizagem.

 

A vida é o movimento de um ciclo.

E a morte o recomeço de uma nova etapa.

 

O próprio livro dos mortos dos tibetanos diz:

A morte é apenas uma mudança,  a passagem de planos, para o recomeço de um novo ciclo.

 

Quando morremos, vamos exatamente aos lugares condizentes com nossas ações, como somos e pensamos.

O nirvana que é o paraíso, ou mesmo ficamos uns dias no plano astral, o famoso umbral.

Em seguida, voltamos a fonte, para criar um novo ciclo de aprendizagem desde o ser, os planos, planetas e o universo, então, decidir reencarnar em diferentes mundos.

Comments

comments